,

A origem da palavra MEMES

Você acha que manja dos MEMES? Agora você vai.

Memes, nossos amigos, companheiros de anos, nada mais é do que a desgraça alheia que ganhou um novo nome e mais força com o lançamento da rede social Facebook. Mas e aí?! É Pavê ou Pacumê?

Você acha que sabe tudo sobre memes? Então, se sua resposta for SIM, eu te digo que você está errado, afinal, você não sabe a origem da palavra, certamente por ser um preguiçoso de merda. Agora, se você já sabe, continua lendo, pois você não tem nada de útil para fazer. Vagabundo!

Alguns acham que Meme é uma palavra estrangeira, outros que ela é uma palavra brasileira, e outros estão pouco se fodendo para a origem da palavra. Você, se for um dos dois primeiros, quero informar a você, caro leitor, que trata-se de uma palavra ESTRANGEIRA, e detalhe, é uma palavra que saiu de um mundo de livros! Se você achou que era uma palavra brasileira, quero te dizer que você é o maior babaca inculto que já conheci.

Sem mais enrolar, o criador dessa palavra foi ninguém fucking menos que Richard Dawkins, que foi um professor de ciências e biólogo, (ta vivo ainda). A palavra saiu de um de seus livros (O Gene Egoísta), em que diz que MEME é uma unidade de informação, de troca de ideias de um indivíduo para o outro, de forma a se propagar espalhando essa mesma ideia do criador para aquele que vai receber a mensagem e que esta seja entendida da mesma forma que seu criador.

A palavra MEME vem do grego μιμἐομαι que quer dizer mimema, em outras palavras, imitação.

Ainda bem que eu, redator, entendi muito bem.